dollars liga das americas season 2

Liga NFA: finais presenciais começam com o pé direito

Dollars, Deuses e Crias largam na frente nos primeiros dias das finais presenciais da Liga NFA, mas meio de tabela mostrou potencial e também participa da corrida pelo troféu. O presencial começou da melhor maneira possível e eu não poderia deixar de trazer as minhas primeiras impressões sobre tudo o que aconteceu nos três primeiros dias de competição na Arena Bluestacks.

Dólar em alta

O início de campeonato da Dollars pegou pouca gente de surpresa. Mito, Leozin, Complex e Ghost crescem muito no presencial, e não à toa terminaram a primeira semana das finais na primeira colocação. O apoio da família, mais todo o suporte que a organização tem dado, é peça fundamental na performance dos meninos, que começaram com o pé direito.

Foto: Filipe Nevares

Deuses quer mais um presencial

Os atuais campeões da Copa NFA estrearam muito bem e estão se sentindo em casa, bem como deve ser. O olhar dos jogadores transmite tranquilidade e a presença do técnico Visk, que não acompanhou o time no último evento presencial, traz ainda mais confiança e eleva o nível da equipe. Devem brigar até o fim por mais um troféu.

Crias com potencial

O potencial dos Crias é inegável, um time experiente e, no papel, um dos melhores que o cenário emulador já viu. O elenco está tranquilo e tem se entendido bem no presencial, mostrou resiliência nos três primeiros dias e se consertar as pontas soltas, os vários “quases”, pode crescer muito na competição. Não se pode esperar menos de um time que tem “somente” o maior campeão da NFA.

Foto: Filipe Nevares

O meio de tabela vive uma situação parecida

Elite, Netshoes, Alive, Bastardos, Noise e Faz o P vivem situações parecidas. Os seis times ainda não se encontraram completamente na competição e tiveram algumas dificuldades nesses primeiros dias de presencial, o que é normal, nada desesperador – principalmente no caso da Elite, que terminou a semana na vice-liderança no número de abates, atrás somente da Dollars.

Netshoes e Alive estão crescendo aos poucos, e mostraram no final de semana que podem sim surpreender na briga pelo título. Bastardos mostrou potencial, mas sente falta do Thiagão.

Noise e Faz o P, mais próximas da parte de baixo da tabela, viveram altos e baixos como as outras equipes, mas ainda há tempo para se recuperar, tem nome (inclusive no banco de reservas) para isso.

Foto: Filipe Nevares

Dragões, S Squad e Singularity correm por fora

Difícil a situação para as equipes que estão na parte de baixo da tabela, especialmente no caso de S Squad e Singularity, que por muito pouco não ficaram abaixo dos 100 pontos e agora precisam de uma segunda semana muito para recuperar o prejuízo em relação aos postulantes ao título.

Dragões ainda aparece mais próxima do meio de tabela, mas em comparação aos rivais, falta a experiência que será crucial nos últimos dias. Minha aposta é: mesmo que não brigue pelo título, a Dragões vai dar trabalho e surpreender, bem como na fase de grupos e nas semifinais.

Fato é que Dragões e Singularity estão disputando essa final com promessas. De um lado, um elenco que assumiu o legado de uma das formações mais vitoriosas dos últimos tempos; do outro, um time que subiu da NFA Division e chegou até às primeiras finais presenciais da Liga NFA. Independentemente do resultado, são vitoriosos.

Deixe seu comentário

Atenção aos comentarios
  • Tenha respeito acima de tudo
  • Não é permitido comentário machistas, LGBTQfóbicos ou que possam ofender outras pessoas
  • Não é permitido propagação de discurso de ódio ou fake news
  • Não é permitido o spam de comentários
  • Não é permitido ofensas contra times e jorgadores