análise liga feminina

Análise: 4K Easy x SS é o duelo mais esperado na Liga Feminina

Equipes ‘’irmãs’’ na gameplay são as atuais destaques; Rinos também é promessa na competição; confira a análise da primeira rodada

A primeira rodada da Liga Feminina Season 5 teve início nas últimas quinta-feira (15) e sexta-feira (16) com as minas já chegando doutrinadoras, mostrando todo o seu poder e potencial para fazer uma grande temporada. 

A 5ª temporada também traz novidades nos times, que estreiam na competição 100% feminina da NFA. Nomes como a Tropa- line-up formada por jogadoras da paiN Girls, Rinos, Deusas, MDL e Singularity, lutam por uma vaga no TOP 12, que dará o passe para a grande final que ocorre na próxima terça-feira (27).

Dessa forma, o conteúdo dessa análise se dá acerca da primeira rodada da Liga Feminina S5. Lembrando que, ainda temos muita coisa para rolar pela frente e as jogadoras já demonstraram que estão com tudo para o game, começando muito afiadas nas trocações, com muitas equipes no modo rushadão insano.

Fase de Grupos

O primeiro confronto foi entre os times dos grupos A e B. Tropa, TG Gamers e Dragões, conseguiram se destacar logo de cara, o que refletiu boas expectativas para os rumos que se darão o campeonato.

Já no segundo confronto, os times C e D invadiram os mapas de Free Fire e 4K Easy e SS roubaram a cena fazendo tríplice booyah cada equipe, só dando elas nas quedas, como também no topo da tabela geral de classificação. 

Pois é, tropa! Em apenas seis quedas, a 4K Easy fez 289 pontos e 59 abates, seguida pela Suicide Squad com também 289 pontos e apenas seis kills de diferença. No TOP 3 temos a TG Gamers que doutrinou no primeiro dia com 222 pontos e 47 abates. 

Irmãs no estilo de jogo

Com uma mistura de jogadoras veteranas e novatas no cenário, os dois times, 4K e SS despontaram.

Seus diferenciais, além da experiência das jogadoras, é o rush, pois dificilmente as jogadoras perderam uma trocação em uma situação de 4×4.

Por estarem com a mesma pontuação também, isso nos afirma um estilo semelhante de jogo entre as duas equipes, que ao encontrar uma trocação no mapa, vão para cima sem medo.

Essa primeira rodada também reflete que esses dois times do topo da tabela, ao depender da circunstância, preferem esperar o melhor momento para o rush, por priorizarem as melhores estratégias.

Outro ponto que podemos debater de todo esse início, é que as trocações e os abates vão voar com essas duas equipes, que também lideram o MVP.

MVP ainda não está definido

Inclusive, a jogadora GregaXX, atual TOP 1 MVP, jogadora da SS, colocou na conta 22 abates após seis quedas e um KD de 7,33.

Grega é uma player completa e joga como Suporte e Rushadora. A AWM cantou em suas mãos, além das granadas que foram fundamentais para encaixar abates. A jogadora demonstra muita segurança durante as quedas. 

No entanto, em 2º lugar na tabela temos Julialok com 20 abates e um KD de 10. Julia joga pela 4K Easy e apenas jogou cinco quedas, o que evidencia que a rushadora, comparada a Grega, segue no mesmo nível. Já que, sua proporção de abates, mortes e quedas jogadas, inclusive, é superior a de Grega. 

Por isso, fiquem de olho nessas duas jogadoras e podem esperar muita bala e bandeirão, até porque essas duas equipes, SS e 4K Easy, gostam de uma farpinha de leve. E é claro que, o confronto entre os dois times já é uma disputa esperada pela torcida. 

Algo a ressaltar sobre esse confronto é que também a 4K se mantém, atualmente, em uma boa estratégia para obter recursos. Em Bermuda, a equipe domina a call de Observatório, que possui uma qualidade de loots insana e em Purgatório, Central também é o foco das jogadoras da 4K.

A SS também tem aplicado boas estratégias de rotações, além de que a equipe investe muito em tática, principalmente estudando os times adversários. Realmente o duelo será das poderosas!

Experiência que faz diferença

Mas, claramente, não temos apenas esses nomes que são aguardados quando o assunto é MVP. Temos que relembrar que lá no 5º lugar, quem ocupa é a IsaX, jogadora duas vezes MVP na Liga Feminina. 

Embora com 13 abates e um KD de 4,33, a jogadora traz consigo, além de títulos na categoria, muita experiência para a conta. Seu arsenal de armas é completo e ela é capaz de se encaixar em qualquer função facilmente. 

Também estar em um time de destaque como a SS, pode contribuir para que ele encaixe ainda mais e some, quem sabe, mais um MVP para a conta, após dois pela Predators e Flamengo, que fecham  92 abates.

Esse conteúdo também se debruça em analisar sobre outras equipes que são promessas ao título da Liga Feminina S5.

De olho na Rinos

Dentre elas, a Rinos chega com grande favoritismo e vamos te explicar porquê. Primeiramente, essa equipe – que é estreante na competição-, conta com jogadoras com um nível de experiência dentro do cenário competitivo de Free Fire. 

Nomes como Whysky (ex jogadora da Dragões), abalam a cena feminina do battle royale da Garena, incluindo a NFA.

Whysky é uma excelente jogadora, na função de suporte, ela doutrina com o domínio de várias armas, além da vivência como jogadora veterana. Por mais que ela não esteja no MVP, a Season 5 ainda está no início e na próxima rodada podemos aguardar grandes surpresas.

Todas as jogadoras da line: Whisky, Coelha, Lívia, Ryanne e Ana9  trazem experiência para a line-up da Rinos, mas que por mais que tenham o caráter de veteranas, juntas, elas estão jogando a pouco tempo. 

Recentemente faturaram o 1º lugar da Talents Girls. Agora entram com tudo na disputa da Liga Feminina Season 5, na qual estão em 6º Lugar com 158 pontos.

No resumo, as jogadoras têm muito potencial para entregar mais pontos e abates para o bolso, então fiquem de olho, tropa.

Tudo ainda pode mudar

Temos que compreender também que as girls começaram um campeonato e rola muito nervosismo de início, não é mesmo?!

A partir dessa segunda rodada, temos certeza que os times vão se despontar ainda mais.

É o que vale para a Black também, que da Liga NFA Season 5, chega na Liga Feminina ainda buscando encaixar sua gameplay com os outros times, já que sua primeira rodada foi tímida e repetiu alguns erros de rotação e posicionamento.

E uma boa alternativa para a equipe soltar ainda mais o seu poder é jogar juntas e evitar algumas trocações, procurando outras calls.

Um bom exemplo é com a TG Gamers, na qual elas caíram juntas algumas vezes e acabaram se desfalcando no confronto.

Tudo ainda pode acontecer e a segunda rodada da Liga Feminina Season 5 acontece nesta quinta-feira (22) e sexta-feira (23) às 13H nos canais da BOOYAH! e YouTube da NFA. 

Comments (1)

  1. Análise: As minas fizeram acontecer na Liga Feminina – NFA

    […] Como levantei na análise anterior, algumas equipes chegaram com muita força para buscar o título. Em especial, vindas do grupo C e D, Suicide Squad, 4K Easy e Rinos mostraram que experiência, confiança e agressividade podem te colocar no pódio. […]

Deixe seu comentário

Atenção aos comentarios
  • Tenha respeito acima de tudo
  • Não é permitido comentário machistas, LGBTQfóbicos ou que possam ofender outras pessoas
  • Não é permitido propagação de discurso de ódio ou fake news
  • Não é permitido o spam de comentários
  • Não é permitido ofensas contra times e jorgadores